27 julho, 2012

Mulher, esse bicho estranho que parece que não sabe o que quer

Se me perguntares qual e a minha cor favorita respondo-te que não sei...depende do dia e da disposição com que me levanto de manha, mas muitas vezes o roxo e a cor que mais me agrada.
Eu sei que tu sabes bem a cor de que gostas mais, e eu também sei, mas eu só quero que saibas, quando te digo isto, que nem sempre, comigo, as coisas tem uma regra rígida.
Se me perguntares qual e o lugar que gostaria de visitar, eu não sei dizer-te um, eu sei que tu sabes qual e o teu, mas eu só quero que saibas que há tanto sitio onde gostaria de ir, mas que sobretudo gostaria de ir la, onde for, contigo...
Eu sei que tu queres que eu seja feliz, mas nem mesmo eu sei o que me faz feliz, no entanto, sei perfeitamente que quando estas longe de mim, eu não sei ser feliz, e o mais importante e que nem quero, ou melhor, quero, quero que me digas o que te faz feliz, para que possa também eu se-lo.
Aquilo que eu acho que e bom para mim, faco-o para ti quando não sei o que fazer, embora saiba que muitas vezes o que e bom para mim não o e para ti. Tenho tanta dificuldade em perceber, o que sei que preciso para mim, tento dar-to a ti embora eu saiba que tu muitas vezes não queres e isso deixa-me triste, frustrada e demasiadas vezes chateada sem razão. Então diz-me, diz-te ,fala-me ,falem-se. Não tenhamos medo. Todas as relações crescem pelo entendimento... e sentir, sentir e descrever. E eu quero descrever e crescer num mundo, de mao dada contigo, se for isso que te faz feliz e isto e o que sei melhor...