31 maio, 2012

Gentil resistência


Embora por vezes me mantenha em silêncio durante muito tempo ( para que conste detesto silêncios incómodos, silêncios culpados, silêncios impostos ou qualquer tipo de silêncio que não seja sinal ou sinónimo de paz adquirida e/ou conquistada) ando muitas vezes por aí, visitando aqueles que por este ou aquele motivo me dizem alguma coisa ( ou seja : toquem campainhas!!) hoje encontrei algo que me soou gentilmente bem. É engraçado como as coisas se repetem em qualquer dos pontos do mundo: as coisas más, mas também as coisas boas. Por isso decidi praticar a ideia e partilha-la convosco


espero que a partilhem com muitos mais porque os outros ( como dizia a nossa querida Sophia) :


     



podem caminhar com os seus passos pelos caminhos que entenderem, mas a nossa resistência reside no nosso modo de estar e de atuar, a nossa resistência reside sobretudo na nossa forma característica de amar e cuidar.



Seja você! Resistência!

Até logo!!!