21 fevereiro, 2012

Há coisas que nao se mascaram nunca

Saímos. A folia invade as ruas, mesmo que o frio insista em lembrar que estamos em Fevereiro e o hemisfério norte não tem por hábito mascarar o Inverno e transforma-lo noutra coisa qualquer. Por muito que as gentes queiram, por muito que a costela misturada de Brasil insista. Estamos do lado de ca do equador e quanto a isso não há partida que consiga qualquer engano. Saímos dizia eu. Os bares estão sempre quentes, quando a musica e a alegria se predispõe a fazer as honras. Abracei-te e no meio da festa o beijo parou o som, a musica e o movimento a nossa volta. Basta um instante, para que tudo o mais não seja mais do que mero cenário. Deve ser amor. Porque só o amor não se consegue mascarar, nem ocultar por detrás de qualquer máscara. Se conseguir talvez seja outra coisa qualquer mascarada de amor.

E no vosso Carnaval, mascaram-se de que?